sexta-feira, 17 de julho de 2009

Ainda é pouco


Ainda é pouco

Vou acordar a lua
Pra ela vim te iluminar
E banhar a tua pele nua
Pra que eu possa beijar

Vou pedir as estrelas
Pra serem tuas madrinhas
E terá o prazer de tê-las
Como tuas vizinhas

E quando o luar na terra descer
Estenderei um tapete de flor
Pra você entender
Que é teu o meu amor

Sem muita conversa
A lua vai te falar:
Deixe de ficar submersa
Vá esse homem procurar

Eu te encanto
Você em mim ceia
Principalmente sobre o manto
Da lua cheia

Sinto o cheiro do mar
E as gotas d’água na tua face
Elas querem tirar
A maquiagem: teu disfarce

Se vista pura
Solte tua fera
E deixe a loucura
Transformar-te em primavera

Dê-me tua intimidade
Desvende teus segredos
E venha com voracidade
Esquecendo teus medos

És uma constelação
Perdida no espaço
És o meu coração
Guardado num abraço

Parte de mim
Darei a você
Mas mesmo assim
É pouco a te oferecer


Fernando marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...