segunda-feira, 20 de julho de 2009

Minha Procissão


Minha procissão

Sentei ao lado do farol
E lembrei da tua fantasia
Sentindo os primeiros raios de sol
Aquecendo essa manhã fria

Vejo os barcos bailando
No ritmo do mar
E me coração te chamando
Chamando pra te amar

Vejo a ilha do livramento
Vazia, tão vazia
Que nesse momento
Me traz até agonia

Vejo um grupo de pescadores
Gladiadores do mar
Todos sonhadores
Sempre tendo estórias pra contar

Olho pro infinito
Casando todas as ilhas
Nesse cenário bonito
Berçário de maravilhas

Uma lágrima me traz você
Mas afogo-a no mar
Porque o pior que sofrer
Sou eu mesmo me machucar

Vejo uma embarcação chegando
Mas você não vem nela
E os tripulantes baixando
O pano da grande vela

Mais uma peregrinação na cidade
Novamente a ladeira
Uma ladeira de verdade
Sob a sombra da cumeeira

Caminho pro Desterro
Pra brincar com o sino
E simular o enterro
Desse triste menino

Minha procissão vai sair
Vagando por cada rua
Gritando pro povo ouvir
Que morri de saudades tua

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...