sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Aquarelas Paralelas



Aquarelas Paralelas

Que reafirme o tempo
Que o amor é inspirador
Que vale a pena sonhar
Mesmo sonhando com as nuvens
E com os olhos abertos
Pois o olhar é lúdico
É nele que ainda se preserva
Um pouco de nossa inocência
Um pouco do nosso pavor
Mas é nesse olhar que ainda vemos
Aquelas mãozinhas tão pequeninas
Que costumávamos no céu desenhar
Onde a imaginação não permitia
Sequer, uma borracha tocar

Fernando Marques

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Uma Linda Canção

Uma Linda Canção

E vem notas tristes
Uma melodia embalar
Um toque de perfume...
Basta os olhos fechar

Um sensação de frescor
Como o orvalho do dia nascente
Faz coração agradecer ao Senhor
E sorrir eloquente

Suave e profunda...
Como noite bem dormida
Onde o sonhar te inunda
E te acorda pra uma nova vida

Fernando Marques

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Ironia

Ironia

A razão esconde o grito do coração
A famosa “insensatez”
Que “tudo te leva e nada te traz”
Leviana razão...

A razão abrange sabedoria
Sábios... Sábios da solidão
São belas tuas torres castelares
Leviana agonia...

A razão te faz crescer
Não nascemos em comunhão
Ser seu próprio eixo
Leviana por ser...

A razão te permite colocar
Um novo amor no coração
Enquanto estais a morrer
Leviana por amar...

A razão te permite sorrir
Nos espelhos do salão
Sem a maquiagem retocar
Leviana por mentir...

Fernando Marques

Apenas Ela


Apenas Ela

Que bela é essa música
Que ao meu coração toca
E o nome dela faz lembrar

Que bela é essa música
Que mexe com minha alma
E faz o coração dançar

Que bela é essa música
Que dá sentido aos sentidos
E faz meu ser suspirar

Que bela é essa música
Que com piano e violino
Faz sensibilidade abastar

Que bela é essa música
Que nos faz sentir criança
E com os braços abertos rodopiar

Que bela é essa música
Que não precisa de nome
Apenas ela!

Fernando Marques

Amena



Amena

Senti meu coração transbordando de amor
Tentei encontrar caneta e papel
Pra juntos, com essa emoção, compor
Pra esse amor que me leva pro céu

Você é diferente do meu último amor
Mas a amo como nunca amei ninguém:
Sem precisar um verso recompor
Ou iludir também

Você me leva pra voar
Quando penso em beijá-la
É quem faz minha face corar
Sempre ao cortejá-la

Você me faz abnegar
O tempo que distante ficou
Pois te ver me faz aceitar
Que meu coração sempre te esperou

Fernando Marques

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...