segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sem Comentários


Sem comentários

Eu queria te dizer em palavras
O que meu coração não sabe falar
Porque as palavras são escravas
Escravas do amar

Eu ia te dizer
Que teus olhos me conduzem
Que alegram o meu viver
E o tanto que eles me seduzem

Ia te falar
Do doce do teu beijo
Quanto fico a sonhar
Extasiado de desejo

Ia te dizer o que nunca ouviu
Apenas sonhou
Como um filme que partiu
Do tempo que passou

Queria te tocar
Acalmando o teu ser
Pra que sinta eu te amar
Conquistando a alegria em viver

Espero a noite amanhecer
Nos segundos compassados
E eu aqui a sofrer
Com o peito em pedaços

Uma lágrima cai...
Escorrendo sobre a face
Por um amor que se esvai
Corrompendo meu disfarce

Nesse momento não quero ser compreendido
Porque não quero enxergar minha solidão
Pra não ser entendido
Como placa de contramão

Vida doida...
Mente vazia...
Alma corroída...
Sem a tua alegria

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...