terça-feira, 28 de julho de 2009

Triste Partida


Triste partida

Dói-me saber que um dia
Não poderei mais escrever
Jogado sob uma lápide fria
Pra do mundo me prender

O que me traz a tristeza
É saber que a poesia
É de mim a grandeza
Nessa “grande” travessia

Adubarei a terra
Com todo o meu amor
E apesar da vida que encerra
Nascerá uma linda flor

Essa será minha herança
Pra aqueles que vêm vindo
Com sorriso de criança
E da vida se divertindo

O que me faz aceitar
Essa prevista separação
É saber que devemos renovar
A cada geração

Aceito meu destino
De parar de viver
Pois desde menino
Eu já sabia que ia morrer

Tenho meus amores
Que na vida conquistei
E também todas as dores
Da que realmente amei

Na minha despedida
Não chorem por mim
Minha vida foi vivida
Viverei também meu fim

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...