terça-feira, 28 de julho de 2009

Meus Seres


Meus seres

Eu vago pelo uma casa vazia
Sem conseguir me conter
E a saudade me apresentava
À vontade de te escrever

Uma doce saudade
De um tempo que passou
O difícil é aceitar
Que em mim você ficou

Esse é o preço
Por um “dia” ter errado
É duro camarada
Se encontrar despedaçado

Levante a cabeça
Meu único amigo
Pare de lamentar
Deixe de ser teu inimigo

Agora vou te falar
Eu sinto o meu amor
Seja errado ou normal
E vou te pedir um favor

Deixe-me livre
Pra sorrir ou chorar
E cuide de você
Que só sabe falar

O teu narrar
É só exclamação
Deixando de esquecer
Que somos todos interrogação

Zelo tua amizade
Te amo de coração
Pagando a passagem
De andar na tua direção

Cuide de mim
Não me machuque mais
Sou um homem ferido
Que perdeu seus avais

Eu te escutei
Agora vais me escutar
Não te questiono por querer
Questiono por te amar

Amigo...
Choro por você
E sinto
Como é grande o teu sofrer

Contigo eu caminho
24hs por dia
E também compartilho
Da tua agonia

Esqueça aquele nome
Esqueça aquela pessoa
Também amo muito ela
Mas ela só te magoa

Veja como você está
Igual bêbado em contramão
Se faça volver
Pegando outra direção

Abrace-me amigo
Vou te confortar
Minhas palavras são precisas
Pra você se encontrar

Sempre te amarei
Nunca vou te largar
Sempre serei verdadeiro
Por mais que venha te confrontar

Se continuar amando
Aquela mulher
Eu te respeitarei
Porque é isso que você quer

Posso até te ajudar
Pedindo de coração
Pro nosso Deus
Escutar minha oração

É o que posso fazer
Além de te aconselhar
No mais é contigo
Saber se vais me escutar

Estamos cansados
Vamos dormir
E amanhã continuamos
Se assim preferir


Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...