quarta-feira, 22 de julho de 2009

Furada


Furada

Não quero saber de balada
E sim de realidade
Não quero falar de furada
E sim de verdade

Já não sou mais criança
Pra viver me iludindo
Apenas guardo na lembrança
Um tempo que vai indo

Preciso mudar
Refazer meu viver
Ter com quem contar
Em vez de sofrer

A balada nos ilude
E sabemos disso
Então que a gente mude
Se achar-mos preciso

Esqueça a fantasia
Dos holofotes da noite
Das inconstâncias do sentir
Agindo com afoite

De brilho: o luar
De fantasia: o viver
De som: o mar
Do viver: o prazer

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...