terça-feira, 28 de julho de 2009

Destoada


Destoada

Eu sou a lágrima que cai
Sou o pássaro no céu
Sou a dor que esvai
Expurgada com fel

Sou a agonia
Sou essa pessoa
De alma fria
Que as outras magoa

Vou libertar
Minha forma de viver
E começar a juntar
Em vez de perder

Aumento meu rádio
Procurando uma canção
Que seja o contrário
Da minha emoção

Vou agora destoar
Palavras catadas ao vento
Pra assim me livrar
Do peso do pensamento

Contrariedade
Criada dentro de mim
Apenas uma verdade
Divergindo-me assim


Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...