sexta-feira, 17 de julho de 2009

Estrela Cadente


Estrela Cadente

Você sai toda noite enfeitada
Escondendo a face da tua dor
E quando volta tua maquiagem ta borrada
Sem nenhum beijo de amor

Vives na fantasia
Trocando dia a dia o teu nome
Mas no fim da noite tua “alegria”
A tua alma consome

A tua essência reprimida
Só te faz chorar de dor
Pois a palavra querida
Nunca foi te dita com amor

Se eu pudesse entrar
Na tua dor desmedida
Quem sabe eu poderia te falar
Que toda meretriz um dia é esquecida.

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...