sexta-feira, 17 de julho de 2009

Pobre Violão


Pobre violão

Vejo jogado num cantinho
Um solitário violão
Que de tão tristinho
Não toca uma canção

Ele não possui mais melodia
Só possui uma carcaça
Onde não soa alegria
Nem mesmo com a cachaça

Ele só cantava a vida
Suplantando o sofrer
Daquela ferida
Que faz o dedo doer

Hoje o vejo pelo chão
Jogado sem piedade
Num canto que a escuridão
Escondeu sua liberdade

Alegre meu salão
Com a alegria que te contagia
Abra novamente seu coração
Faça uma sinfonia

Volte a compor
Volte a amar
Independente de quem for
Um dia te tocar


Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...