sábado, 15 de agosto de 2009

Ampulheta


Ampulheta

O tempo é incerto
Cheio de incertezas
Mas tenho Deus por perto
Pra depurar minhas impurezas

Na vida vou aprendendo
A amar e sofrer
E sempre me esquecendo
Que um dia vou morrer

Não quero pensar na morte
Tenho muito o que viver
Acredito que a minha sorte
Eu mesmo irei fazer

Dias atrás
vi uma folha caindo
Mas logo atrás
Vinha uma flor sorrindo

Pra frente é que se anda
Usado ditado
A sua vida você comanda
Estais a isso fadado

Mas se queres ser
Um barco sem remo nem direção
Você pode se perder
Numa vida de ilusão

Lembre-se da passagem
Ampulheta da vida
E antes da última viagem
Não deixe sua pessoa ser esquecida

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...