terça-feira, 11 de maio de 2010

Corrente Perene


Corrente Perene

Amarrei-me em você
Pra não te permitir ir embora
E ter o teu prazer
A toda hora

Toda vez que eu te soltar
Você vai está sedenta
Louca pra amar
Com tua pele suculenta

Assim eu sempre te terei
Do meu lado ao meu dispor
E sempre te levarei
Pra onde eu for

A cada anoitecer
A cada fim de tarde
A cada amanhecer
Não faça alarde

Sou tua corrente
Que circula teu corpo
Sou a amarra perene
Que se transformou num subcorpo

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...