quarta-feira, 7 de abril de 2010

O que Tiver que Ser, Será


O que tiver que ser, será

Depois de tanto amor
Não venha me dizer
Que vai sair da minha vida
E que nunca mais quer me ver

Eu não vou deixar isso acontecer
Nem que tenha que implorar
E de vez abrir meu coração
Pra que o meu amor você possa enxergar

Algumas pessoas amam caladas
Sem precisarem alardear
Sonoros eu te amo
Apenas pra nos enganar

No silêncio do meu silêncio
Só escuto o teu nome ecoar
Mas você também deixou de ver
Como te vendo fica o meu olhar

E agora...
Você me liga dizendo
Que a minha voz te irrita
Só pra me deixar sofrendo

Melhor não ter ligado
Melhor mesmo é me esquecer
Se for isso mesmo que quer
Não tenho mais amor a te oferecer

De nada vai me adiantar
Falar do que sinto
E se queres mesmo partir
Eu consinto

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...