terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Pra Nascer


Pra nascer

Acordei chorando
Porque ainda não te esqueci
E meu coração clamando
Por momentos que ainda não vivi

Dizem que poetas fingem sentir dor
Mas ninguém está ao meu lado
Somente a ausência como cobertor
E meu choro abafado

Mas é mais fácil aceitar
Que devo acreditar no amor
Porque ouço um ou outro falar
Que ele é coisa de inventor

Dizem que o ser humano
Adéqua-se as necessidades
Mas vivem num mundo mundano
Na corda bamba das efemeridades

Eu defendo o meu coração
E toda a sabatina que o amor trouxer
E sempre enfrentarei a razão
Venha ela como vier

Pra nascer
Eu tive que chorar
Então digo que pra viver
Vale à pena amar

Não vou me preocupar
Com o choro que agora sorrir
Pois ainda tenho muito que amar
Embora vez ou outra venha me ferir

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...