quarta-feira, 15 de julho de 2015

Corpo de Mulher

Corpo de mulher

Faço da mulher minha mesa
Pra compor profundas poesias
E dela retiro a sobremesa
Pra minhas insanas fantasias

No corpo dela
Desvendo pontos de prazer
Abrindo-os feito uma janela
Saudando o amanhecer

No corpo feminino
Rebusco a natureza
De um infante menino
Regido pela proeza

E na amplitude da fêmea
Afloro seu instinto animal
Apresentando sua alma gêmea
Que a decompõe no carnal

Na saliva da tua boca
Faço dela minha combustão
Esbaldando-me na boca oca
Que me faz vulcão

Impossível viver
Sem a presença feminina
Pois a natureza me faz crer
Que ela me fascina

Libidinoso desejo
Da sua magnitude
Oferecidas tuas bocas eu beijo
Tomo tua atitude

Fernando Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...