segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Carta a um amigo


Carta a um amigo

Se você puder esperar pra sorrir
Não vai mais precisar chorar
Ou procurar encontrar asas
Em mesas de bar

Espere amigo!
Conheço seus pensamentos
Muitos deles me assustam
Tantos que me criam ressentimentos

Como desejo sua felicidade
Mas você insiste em não mudar
E vão se passando noites e noites
Sem você pra vida acordar

Quero que volte pra si
Sei que andou um tanto perdido
Mas dentro do seu coração
Você sempre foi preterido

Repinte as paredes do seu quarto
Firme suas passadas
E acredite que o seu futuro
Deixará de ser uma encruzilhada


Fernando Marques

Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Luís Fernando Veríssimo, Tom Jobim, Vinícius de Moraes....

Loading...